O escândalo sexual de Monica Lewinsky e Bill Clinton, tornado público em 1998, vai ser a fonte de inspiração para a 4ª temporada da série American Crime Story. De acordo com o El Español, os produtores já adquiriram os direitos do livro, intitulado A Vast Conspiracy: The Real Sex Scandal That Nearl Brought Down a President, do autor Jeffrey Toobin, que vão servir de base para o argumento da produção televisiva. No entanto, ainda não está prevista a data da sua estreia e, para já, a segunda e a terceira temporadas vão ser marcadas, respetivamente, pelo furacão Katrina e pelo assassinato de Gianni Versace.

A série American Crime Story estreou a primeira temporada no ano passado e os seus dez episódios tiveram como protagonista o caso do julgamento de O. J. Simpson, chegando até a ganhar vários prémios.

Apesar do caso Lewinsky ainda não ter data marcada e das duas próximas temporadas já estarem planeadas, o criador da série Ryan Murphy não perdeu tempo e já está à procura da atriz que vai fazer o papel de amante do ex-presidente dos EUA, uma das decisões sobre a qual girará a trama da 4ª temporada.

O escândalo entre Clinton e Lewinsky gerou uma grande polémica e marcou a história dos Estados Unidos pela negativa. No final dos anos 90, Bill Clinton terá tido um alegado envolvimento com a sua secretária Monica Lewinsky. No entanto, o presidente acabou por ser absolvido em 1998, pela Câmara dos Representantes.