O líder da maioria republicana do Senado, Mitch McConnell, informou o presidente Donald Trump que o custo do seu plano de investimento em infraestruturas tem de ser financiado, e não somado à dívida pública. A informação foi divulgada pelo número dois dos republicanos no Senado, John Cornyn, do Estado do Texas, que adiantou que o diálogo ocorreu durante uma reunião restrita aos líderes democratas e republicanos do Congresso na Casa Branca, na noite de segunda-feira.

Trump mencionou um plano de investimentos em infraestruturas, no montante de um bilião de dólares (929 mil milhões de euros), durante a sua campanha eleitoral.

Ainda segundo Cornyn, o assunto das infraestruturas foi levantado durante a reunião, altura em que “o senador McConnell fez a importante observação de que ele tem de ser pago, uma vez que já (existe) uma dívida de 20 biliões de dólares”.