Dados divulgados esta quarta-feira pela organização não-governamental anticorrupção Transparência Internacional colocam a Venezuela como o país mais corrupto da América Latina.

A classificação faz parte do Índice de Perceção da Corrupção 2016, que inclui uma listagem de 176 países, em que a última posição, a de país mais corrupto, é ocupada pela Somália.

Quanto à América do Sul, em primeiro lugar está a Venezuela (166.º lugar), num continente onde o Haiti é o segundo país mais corrupto (159.º), seguido pela Nicarágua (145.º), Guatemala (136.º), Honduras (123.º), México e Paraguai (123.º).

Outros países da América Latina que figuram na lista são o Uruguai (21.º), Chile (24.º), Brasil (79.º), Colômbia (90.º), Argentina (95.º), Peru (101.º), Guiana (108.º), Bolívia (113.º), República Dominicana e Equador (120.º).

O Índice de Perceção da Corrupção 2016 chama a atenção de que “urge abordar o círculo vicioso da corrupção e desigualdade” e que “a ascensão de políticos populistas em numerosos países é um sinal de alerta”.