A taxa de desemprego caiu para 10,2% em dezembro, menos três décimas que o registado em novembro, atingindo o valor mais baixo desde março de 2009, de acordo com o INE. Havia menos 18,2 mil desempregados em dezembro que em novembro, mas só mais 5,7 mil empregos foram criados.

A parte final do ano até pode ter sido menos positiva em termos do peso da criação de emprego na redução do número de desempregados, que acaba por acontecer mais por pessoas que deixam de ser considerados como desempregados pelo INE por diversas razões – como a passagem à reforma, emigração ou por passarem a ser considerados inativos -, mas o balanço anual é mais equilibrado.

GraficoINE

Fonte: INE.

De acordo com o INE, no final de 2016 havia menos 102,8 mil pessoas no desemprego. Em contraponto, havia mais 101,9 mil pessoas com emprego, uma diferença inferior a um milhar.

Os números de dezembro ainda são provisórios e estão sujeitos a alterações, mas os dados de novembro já foram confirmados e a taxa ficou nos 10,5%, não tendo sido revista face ao que foi divulgado há um mês.