Bruno de Carvalho contra-ataca Madeira Rodrigues no Facebook

Depois de Pedro Madeira Rodrigues ter voltado a criticar Bruno de Carvalho, o atual presidente 'leonino' contra-atacou, no Facebook, acusando Madeira de Rodrigues de estar a desestabilizar o clube.

i

Bruno de Carvalho respondeu às críticas de Madeira Rodrigues

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Bruno de Carvalho respondeu às críticas de Madeira Rodrigues

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Num texto publicado, esta segunda feira, na sua página oficial de Facebook, Bruno de Carvalho analisou o que entende por ataques internos no clube, levados a cabo pelo segundo candidato às presidenciais leoninas, Pedro Madeira Rodrigues. Este é talvez o comunicado onde o presidente do Sporting apresenta um discurso mais agressivo face a Madeira Rodrigues.

No que sente ser um momento-chave para intervir publicamente, Bruno de Carvalho começou por, sem nunca mencionar o nome do seu único adversário na corrida às presidenciais leoninas – Pedro Madeira Rodrigues – garantir que o clube está a ser atacado internamente, ou seja, pelos próprios sportinguistas. O presidente leonino afirma que “estamos num período em que têm surgido ataques internos inadmissíveis num Clube da nossa dimensão.”

De seguida avisa que nenhuma das candidaturas foi apresentada ainda formalmente, dirigindo-se a Pedro Madeira Rodrigues como “um sócio do Clube que, tendo apelado a que este fosse um período de elevação, tem demonstrado fazer exatamente o contrário”. Bruno de Carvalho enumerou depois alguns momentos ou afirmações das quais Madeira Rodrigues foi o autor, criticando de forma clara as intervenções do segundo candidato às eleições de 4 de março.

Jesus, equipa principal e assistências em Alvalade: o que o presidente desmentiu

Bruno de Carvalho prosseguiu no seu comunicado dizendo que tem existido muito ruído e afirmações graves. Começou por criticar as afirmações de Madeira Rodrigues sobre a formação leonina. O candidato à presidência do Sporting terá afirmado que a formação estaria com problemas. Bruno de Carvalho desmente, afirmando que “todos os escalões estão em 1º lugar ou a lutar pela liderança” e alertando para o facto de o clube ter sido o mais representado na última convocatória das seleções nacionais jovens”.

De seguida aponta baterias para o facto de Madeira Rodrigues estar a desestabilizar a equipa principal com as sucessivas garantias públicas de que Jorge Jesus sairá do comando da equipa, caso vença as eleições.

“À porta de jogos fundamentais, para ainda podermos lutar por objetivos importantes, desestabiliza totalmente o balneário contabilizando de forma deprimente quantos jogos o atual treinador supostamente ainda irá dirigir. Para quem jogou à bola, a aprendizagem foi pouca e o respeito pelo Clube é nulo”, pode ler-se no que é o terceiro ponto do comunicado.

De seguida afirma que Madeira Rodrigues protagoniza mentiras gratuitas, referindo-se ao facto de o ex-secretário-geral da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa acusar o clube de estar “a mentir nas assistências, prejudicando a reputação do mesmo junto dos atuais patrocinadores e parceiros e dos que estamos a negociar”, acusa Bruno de Carvalho dando relevo para as consequências que tal afirmação poderá ter junto das entidades patrocinadoras do clube.

O presidente do Sporting, que apresenta esta terça-feira, formalmente a sua recandidatura ao cargo que já ocupa há quatro anos, terminou o comunicado dizendo que “ser candidato deve significar um debate sério e elevado de ideias e projetos e não um ataque, vil e calunioso, que prejudica exclusivamente o clube”. Apela ainda aos adeptos do Sporting que se dirigiam em massa até ao ‘Dragão’ para apoiar a equipa no clássico.

Pode ler aqui o comunicado de Bruno de Carvalho, na íntegra:

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.