Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Ikea Portugal acabou de lançar um novo projeto de sustentabilidade, o “Segunda Vida”, que promete dar uma nova oportunidade aos móveis já usados.

Chama-se “Segunda Vida” e consiste em trocar móveis da marca por um cartão presente do Ikea, em uma de quatro lojas — Alfragide, Loures, Matosinhos ou Braga. O processo é simples: basta aceder ao site do projeto (ikea.pt/segundavida) e preencher um formulário com os seus dados pessoais e descrição do móvel para troca. A equipa do Ikea avalia o produto e propõe um valor para o cartão presente. Se o cliente aceitar, basta dirigir-se a uma das lojas e trocar o seu móvel pelo cartão.

Os móveis trocados são colocados à venda no espaço de oportunidades das lojas Ikea ou seguem para o processo de reciclagem da marca. A ideia é “otimizar o ciclo de vida dos produtos e promover uma economia circular” explica a Ikea Portugal em comunicado.

A diretora de sustentabilidade da Ikea Portugal, Cláudia Domingues, assegura que “a reutilização, recuperação e reciclagem de produtos tem um grande impacto na vida das pessoas, não só por via dos efeitos económicos, mas também pela poupança de recursos”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Queremos ter um impacto positivo nas pessoas e no ambiente, é por isso que tentamos sempre fazer mais, com menos”, acrescenta Cláudia Domingues.

Portugal é um dos primeiros países a implementar este projeto. Além disso, a marca está a preparar uma nova gama de cozinhas — a ser apresentada dia 15 de fevereiro –, a KUNGSBACKA, fabricada a partir de madeira e plástico reciclados. Anna Granath, da equipa responsável pela nova gama de cozinhas, explica:

Todos os anos, consomem-se milhões de garrafas de água, apesar de algumas serem recicladas, muitas tornam-se lixo. Com o material da reciclagem de 25 garrafas de plástico, de meio litro, a IKEA consegue cobrir uma superfície de 40×80 cm da cozinha KUNGSBACKA.