O cientista da Universidade de Coimbra, Domingos Xavier Viegas, foi distinguido em Barcelona, Espanha, por mais de 30 anos de investigação na área dos incêndios florestais, foi esta sexta-feira anunciado.

Xavier Viegas lidera a Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial (ADAI), que dispõe de um laboratório na Lousã, distrito de Coimbra, onde estuda há décadas o comportamento do fogo, bem como os cuidados a ter para segurança dos bombeiros e populações durante o combate aos incêndios.

O IAWF Wildland Fire Safety Award (Prémio IAWF de Segurança contra Incêndios Florestais) foi concedido ao catedrático da Universidade de Coimbra pela Association of Wildland Fire (Associação Internacional de Incêndios Florestais, IAWF), refere a ADAI em comunicado.

O prémio foi entregue ao investigador de Coimbra pelo presidente da associação, Tom Zimmerman, no encerramento do 14.º Wildland Fire Safety Summit, um congresso organizado pela IAWF e pela Fundação Pau Costa, de Barcelona, na Catalunha.

Ao reconhecer “mais de 30 anos de dedicação ao estudo do comportamento do fogo e segurança pessoal no combate aos incêndios florestais“, a IAWF distingue o trabalho que a equipa Xavier Viegas “tem vindo a realizar” na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, no laboratório da Lousã e nos diversos trabalhos de campo, em Portugal e noutros países.

Para a comunidade científica e operacional na área dos fogos florestais, “trata-se de um dos mais prestigiados prémios a nível internacional” e a sua atribuição acontece nos anos em que se realiza aquele congresso.

A IAWF é uma associação sem fins lucrativos que representa, a nível mundial, a comunidade científica e operacional da área dos incêndios florestais”, adianta a nota.