Um estudo da Hays, empresa de emprego e recrutamento, que será divulgado nesta terça-feira, revela que pela primeira vez existem mais empregadores a querer contratar (73%) do que profissionais a querer mudar de emprego (71%). As empresas enfrentam dificuldades em recrutar profissionais qualificados e “perdem” com isso.

Nunca o interesse dos candidatos em mudar de emprego se apresentou em níveis tão baixos como o deste ano. É a primeira vez que a percentagem de empregadores a querer recrutar ultrapassa a de profissionais interessados em conhecer novos projetos” frisa Paula Baptista, Managing Director da Hays Portugal, em comunicado.

Paula Baptista alerta as empresas para um “possível cenário de escassez de profissionais qualificados” com 79% dos empregadores a revelar dificuldades em recrutar pessoas adequadas às suas necessidades. Mais de metade das empresas inquiridas viu-se obrigada a contratar pessoas pouco qualificadas — com 59% dos empregadores a considerar que as instituições de ensino não preparam bem os profissionais para o mercado de trabalho –, o que em 22% dos casos resultou até numa quebra dos resultados da empresa.

Quanto aos profissionais, 73% revelam-se insatisfeitos com a progressão da sua carreira e cerca de 60% com o seu salário. O “Guia do Mercado Laboral 2017” da Hays dá conta das tendências do mercado de trabalho português e foi feito a partir de inquéritos a 840 empregadores e 2.600 profissionais.