O filósofo francês de origem búlgara Tzvetan Todorov morreu esta terça-feira, aos 77 anos, em Paris. O anúncio foi feito pelo editor em Espanha e pela Fundação Princesa das Astúrias, que lhe atribuiu o prémio para as Ciências Sociais, em 2008.

Filósofo, linguista, sociólogo e crítico, Todorov nasceu em Sófia, na Bulgária, em 1939, tendo uma longa obra sobre política e linguagem, vários títulos da qual foram publicados em Portugal por diversas editoras, desde a Assírio & Alvim à Teorema.

O editor do filósofo em Espanha, Joan Tarrida, destacou o trabalho de Todorov sobre a influência da política nas liberdades individuais e recomendou a leitura deste intelectual como sendo relevante para a atualidade.