Donald Trump criticou, esta quarta-feira, no Twitter a cadeia de lojas Nordstrom que deixou de vender a marca da sua filha Ivanka. O presidente dos Estados Unidos (EUA) considera a medida injusta e a sua opinião foi suficiente para afetar, negativamente, as ações da Nordstrom.

A minha filha Ivanka foi tratada muito injustamente pela Nordstrom. Ela é uma ótima pessoa — sempre a incentivar-me a fazer a coisa certa. Terrível”.

A Nordstrom justificou, na sexta-feira, a decisão de deixar de vender a marca de Ivanka Trump com base na diminuição das vendas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Foi lançada uma campanha com a hashtag #GrabYourWallet que encoraja os consumidores a fazer boicote aos negócios de Donald Trump e da sua família mas não existem provas de que tal campanha esteja diretamente relacionada com a queda das vendas da marca de Ivanka.

O tweet de Donald Trump teve consequências negativas para a marca, com o valor das suas ações a descer durante algum tempo, noticiou o New York Times.

São muitos os que condenam a “intromissão” do presidente dos EUA nos negócios da família, considerando-a conflito de interesses. Já o porta-voz de Trump, Sean Spicer, defendeu o tweet de “apoio” do presidente dos Estados Unidos ao negócio da filha.