O mundo mágico de “O Feiticeiro de Oz” revelou-se um inferno à atriz que deu vida à querida Dorothy Gale. É que a atriz Judy Garland terá sido molestada durante as filmagens, em 1939, pelos atores anões que interpretavam os “munchikins”, os habitantes da terra de Oz.

A revelação foi feita pelo ex-marido da atriz, Sid Luft, no seu livro de memórias “Judy and I: My Life With Judy Garland” que será lançado em março. O empresário avança que foram vários os atores que “tocaram de forma imprópria” em Judy, na altura com 16 anos, acreditando que o podiam fazer “impunemente porque eram pequenos [anões]”.

Eles tornaram a vida de Judy miserável durante as filmagens ao porem as mãos debaixo do vestido dela… Os homens tinham 40 ou mais anos” conta a People.

Judy Garland já tinha confessado em entrevista que os “munchikins” tinham problemas de alcoolismo. “Embebedavam-se todas as noites”, afirmou Judy.

O livro de Sid Luft conta ainda outros pormenores da vida da atriz, acerca da sua dependência de drogas e álcool e das suas tendências suicidas.