Várias centenas de baleias-piloto foram encontradas mortas esta sexta-feira na Nova Zelândia, depois de mais de 400 terem ficado encalhadas na remota Golden Bay (Baía Dourada), no noroeste da ilha Sul, informou a imprensa local. Fontes do Ministério de Conservação disseram à estação de televisão TVNZ que se calcula que morreram cerca de 300 cetáceos entre 416 que ficaram encalhados durante a noite numa zona arenosa conhecida como Farewell Spit.

Dezenas de elementos de equipas de resgate lutam contra o tempo para manter vivas as baleias sobreviventes, à espera que suba a maré. Este é o maior incidente com baleias encalhadas na Nova Zelândia. Em fevereiro de 2015 foi organizada uma operação para tentar salvar 200 baleias-piloto que ficaram presas na mesma zona, mas a maior parte acabou por morrer no local.

Desconhecem-se as razões pelas quais estas baleias ficaram presas, mas a baía Golden, com águas pouco profundas, é conhecida por este tipo de incidentes. A baleia-piloto é um mamífero da família dos cetáceos, atinge os 8,5 metros e tem uma coloração negra. Presente em todos os oceanos do mundo, é comum ver-se exemplares da baleia-piloto ao largo das ilhas dos Açores.