O treinador do Sporting, Jorge Jesus, voltou a sair, este sábado, em defesa do futebolista João Palhinha, depois da polémica ocorrida esta semana, com as palavras sobre a atuação do jovem no desafio com o FC Porto, no passado sábado.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Moreirense, referente à 21ª jornada da I Liga, o técnico ‘leonino’ quis encerrar a controvérsia criada em torno das suas declarações após o clássico com o FC Porto, no qual considerou que a derrota por 2-1 se tinha ficado a dever a uma primeira parte infeliz, em que João Palhinha “não levou o guião certo” para o jogo.

“Aquilo que eu disse foi que o Palhinha não levou o guião certo. E normalmente, nas minhas equipas, quem passa o guião aos jogadores sou eu. A responsabilidade das ideias é minha. Se disse que ele não levava o guião certo, a responsabilidade é minha, estou a dizer que não transmiti aquilo que queria”, afirmou.

Jorge Jesus fez questão de desfazer com ironia os rumores de mal-estar na equipa por causa das suas palavras sobre o jovem médio: “O Palhinha é um jovem que vai ter muito futuro. Quiseram arranjar aqui problemas psicológicos. Ele teve um problema psicológico tão grande que nem treinou. Ficou tão afetado que nem treinou”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Quiseram transmitir uma ideia diferente, mas tenho de estar preparado para isso. Há uma marca desportiva que está no top há muito tempo. É a ‘cotovelite’. É a marca que mais vende em Portugal”, acrescentou o treinador do Sporting.

O Sporting visita este domingo o Moreirense, em jogo da 21ª jornada da I Liga, agendado para as 18:00, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, com arbitragem de Manuel Oliveira, da Associação de Futebol do Porto.