A estreia do novo Yaris, que até passa a contar com uma versão desportiva com motor 1.8 sobrealimentado com mais de 210 cv, destinada a marcar o regresso da marca japonesa ao Mundial de Ralis, será, porventura, o principal motivo de interesse no stand com que a Toyota marcará presença na próximo Salão de Genebra. Mas não o único: a mostra suíça foi a escolhida pelo maior construtor nipónico também para revelar, em estreia mundial, um novo protótipo, o i-Tril.

Mais uma vez adoptando a máxima de que o segredo será a alma do negócio, a Toyota decidiu não revelar, ainda, grandes pormenores sobre este concept desenvolvido pela sua divisão europeia TMW, em colaboração com o seu centro de estilo ED2, sedeado em Nice. Mas sempre vai adiantando que este exercício de estilo dará a conhecer aspectos inovadores da investigação que a marca vem efectuando no domínio das soluções de mobilidade ecológica avançada.

Tal como o i-Road, na imagem, o i-Tril terá uma tecnologia que lhe permite controlar automaticamente o ângulo de inclinação da carroçaria, para uma condução mais estável

De propulsão eléctrica, o i-Tril anuncia-se como um veículo autónomo dotado de uma tecnologia de inclinação activa (Active Lean Technology), capaz de se movimentar sem para isso necessitar da intervenção do condutor, pretendendo constituir uma alternativa aos modelos citadinos e utilitários convencionais, a outros tipos de veículos eléctricos, e mesmo a uma moto. Quase seguramente não terá quatro rodas, e como o triciclo i-Road já adopta uma configuração de três rodas, é bem provável que o i-Tril tenha apenas duas… Garantia da Toyota é que este será “o veículo ideal para aqueles que ainda desejam uma condução divertida, mesmo a baixas velocidades em ambiente urbano”. Já faltam poucos dias para confirmar se assim será de facto. Para já, fica a promessa de que, ao usufruir de tecnologia de inclinação activa, o i-Tril até é capaz de se deitar. Nas curvas, claro.