No início do ano, no Salão de Detroit, a Lexus deu a conhecer ao mundo a quinta geração do LS, na sua versão 3.5-V6 biturbo de 421 cv. E logo então o Observador previu que, no Salão de Genebra, que abre portas no início do próximo mês de Março, a divisão de luxo da Toyota aproveitaria o certame helvético para revelar a variante híbrida do seu topo de gama – o que veio a verificar-se.

A Lexus acaba de confirmar que o seu stand em Genebra foi o local escolhido para a estreia mundial do LS 500h. E, também como se previa, um dos seus principais atractivos será o sistema híbrido Multi Stage, estreado pelo coupé LC 500h, e em que se combinam um motor 3.5-V6 a gasolina, dois motores eléctricos, uma bateria de iões de lítio e uma caixa automática de quatro velocidades montada atrás da transmissão híbrida, e que permite ao sistema funcionar de modo semelhante ao de um motor térmico aliado a uma caixa de 10 relações.

Para o LS 500h, a Lexus ainda não revelou valores de rendimento ou prestacionais – apenas que o modelo está apto a funcionar no modo exclusivamente eléctrico até aos 140 km/h. Mas, se tudo for transposto do LC 500h, é de contar com 300 cv e 348 Nm por parte do motor de combustão, e mais 180 cv e 300 Nm por parte da componente eléctrica. Se assim for, a velocidade máxima deverá estar electronicamente limitada a 250 km/h, com os 0-100 km/h a serem cumpridos na casa dos 5,0 segundos.

De resto, o LS 500h não se deverá afastar muito do seu irmão animado apenas por um motor térmico, exibindo os mesmos dotes estilísticos e recorrendo à mesma versão alongada da plataforma modular global GA-L estreada pelo LC (para um comprimento exterior de 5,2 metros, uma largura de metros 1,9, uma altura de 1,45 metros e uma distância entre eixos de 3,12 metros, com o peso a baixar cerca de uma centena de quilos face ao LS da anterior geração).