Cerca de 26 mil civis fugiram da parte ocidental de Mossul nos dez primeiros dias da operação, lançada no dia 19 de fevereiro pelas forças iraquianas, para retomar a cidade sob controlo do grupo Estado Islâmico (EI).

De acordo com o Governo iraquiano, foram “acolhidas 26 mil pessoas deslocadas de Mossul durante os dez últimos dias”, nos termos de Jassem Mohammed al-Jaff, ministro responsável pelas migrações e deslocados, citado pela agência France Press.