As exportações de metal português ultrapassaram pelo segundo ano consecutivo os 14 mil milhões de euros em 2016, atingindo um novo recorde, segundo dados da AIMMAP – Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal divulgados esta quarta-feira. No ano passado, as exportações das empresas portuguesas ligadas à metalurgia “registaram um valor de 14.596 milhões de euros, um crescimento de 0,2% face aos 14.563 milhões de euros registados em 2015, ano em que se bateu o recorde do setor”, refere a associação em comunicado.

“O metal português voltou, em 2016, a registar uma excelente performance ao nível das exportações, o que demonstra que as empresas portuguesas do setor são bastante competitivas em relação aos países concorrentes diretos como a China, a Índia, o Japão ou a Alemanha”, afirmou o vice-presidente da AIMMAP, Rafael Campos Pereira, citado no comunicado. “A qualidade das nossas empresas e dos seus quadros altamente especializados são reconhecidos nos mercados internacionais e, por isso, justifica-se este novo recorde”, acrescentou.

Para o resultado das exportações em 2016 contribuiu “a excelente performance registada nos últimos dois meses do ano, nomeadamente em dezembro, com 1.104 milhões de euros”, refere a associação.