E quando nada o fazia prever, a bomba caiu: depois de uma goleada do Barcelona frente ao Sp. Gijón por 6-1, Luis Enrique anunciou esta noite que vai deixar o comando técnico do conjunto catalão no final da temporada.

Num daqueles jogos típicos de Barça “à antiga”, com golos de Messi, Suárez, Alcácer, Neymar, Rakitic e um auto-golo de Juan Rodríguez, o técnico surpreendeu tudo e todos com o anúncio da saída. “Aproveito esta conferência de imprensa de uma maneira diferente. Não serei o treinador do Barcelona na próxima temporada. Foi uma decisão muito difícil para mim, meditada, muito pensada e creio que tenho de ser fiel e justo ao que penso”, comentou Luis Enrique.

“Motivo? A forma como vivo esta profissão. Isso significa muito poucas horas de descanso, de desligar. Faltam três meses apaixonantes. Estamos numa situação difícil, especialmente numa competição, mas com a ajuda de todos e se os astros se alinharem vamos dar a volta. A minha dedicação será plena nestes últimos três meses”, acrescentou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Agora, Espanha inteira já faz apostas sobre os possíveis sucessores de Luis Enrique, que assumiu o comando técnico dos catalães em 2014 após a saída de Tata Martino. Ao todo, venceu uma Liga dos Campeões, um Mundial de Clubes, dois campeonatos, duas taças, uma supertaça e uma supertaça europeia. Este ano, encontra-se em segundo lugar na Liga, apurou-se para a final da Taça e tem uma tarefa quase impossível na segunda mão dos oitavos-de-final da Champions após a derrota por 4-0 frente ao PSG. Em breve serão conhecidos mais capítulos…

https://twitter.com/marca/status/837051067795927046