Rádio Observador

Petrobras

Petrobras vende à Total ativos no valor de mais de 2.100 milhões de euros

A petrolífera estatal brasileira Petrobras vai alienar à francesa Total ativos num montante de 2.225 milhões de dólares (2.110,8 milhões de euros) no âmbito de uma "aliança estratégica".

As duas empresas participam em 19 consórcios internacionais na exploração e produção de hidrocarbonetos

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A petrolífera estatal brasileira Petrobras vai alienar à francesa Total ativos num montante de 2.225 milhões de dólares (2.110,8 milhões de euros) no âmbito de uma “aliança estratégica”, um processo para enfrentar a situação financeira difícil.

Num comunicado conjunto, as duas empresas informaram que o acordo prevê um pagamento efetivo de 1.675 milhões de dólares (1.588,7 milhões de euros), acrescentando-se ainda a transferência de 400 milhões de dólares (379,3 milhões de euros) de investimento no campo de Iara e outros “pagamentos condicionais” no valor de 150 milhões de dólares (142,2 milhões de dólares).

A Petrobras cede uma participação de 22,5% na concessão de Iara, que inclui os campos de Sururu, Berbigão e Oeste de Atapu, em que a petrolífera portuguesa Galp Energia detém uma participação de 10%.

Ainda assim, a companhia estatal brasileira continuará como operadora, ao ficar com uma participação maioritária de 42,5%.

À Total, a Petrobras também vende uma participação de 35% do bloco BM-S-9, na concessão da Lapa, transformando o grupo francês em operador e permanecendo os brasileiros com 10%.

O acordo também prevê a transferência de 50% do complexo Termobahia, que inclui as centrais Rômulo de Almeida e Celso Furtado (na região da Baía), que estão ligadas ao terminal de gás de São Francisco do Conde, onde a Total vai adquirir a capacidade de regaseificação com vista ao suprimento de gás para as centrais térmicas.

Estas operações são acrescentadas às três operações já concluídas a 21 de dezembro.

As duas empresas participam em 19 consórcios internacionais na exploração e produção de hidrocarbonetos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Legislação

Menos forma, mais soluções /premium

Helena Garrido

É aflitivo ver-nos criar leis e mais leis sem nos focarmos nas soluções. A doentia tendência em catalogar tudo como sendo de esquerda ou de direita tem agravado esta incapacidade de resolver problemas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)