O Ministério da Saúde Pública da Guiné-Bissau anunciou esta quinta-feira que vai reabilitar 45 centros de saúde do interior do país, numa iniciativa orçada em 1,4 mil milhões de francos CFA (2,1 milhões de euros) e financiada por organismos internacionais.

Dos 145 centros de saúde que existem na Guiné-Bissau, o ministério identificou 45 que vão ser reabilitados e equipados com painéis solares, melhorados em termos de higiene e passar a ter furos de água, explicou Carlitos Barai, ministro da Saúde Pública guineense.

O projeto conta com o financiamento da União Europeia (UE), da Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional e conta também com apoio da Holanda.

As verbas dos três financiadores foram mobilizadas e encaminhadas para o Governo guineense pelo Fundo das Nações Unidos para Infância (Unicef).

Espera-se que depois de realizadas as obras, os centros disponham de água potável, eletricidade, condições para atender as parturientes e contem ainda com médicos ou enfermeiros.