O Estugarda, líder da segunda liga alemã de futebol, anunciou esta sexta-feira que rescindiu contrato com o lateral-direito Kevin Grosskreutz, campeão mundial em 2014 pela seleção germânica. Grosskreutz envolveu-se em confrontos físicos numa discoteca e teve mesmo de ser assistido num hospital.

Em comunicado, o Estugarda congratulou-se por o jogador não ter sofrido lesões graves, mas acrescentou que o incidente “não podia ficar sem consequências”. “Os jogadores da primeira equipa devem ser modelos de conduta para o clube a para os mais jovens”, frisou, no comunicado, o diretor desportivo do Estugarda, Jan Schindelmeiser.

Já o jogador, reconheceu ter cometido um erro e aceitou as consequências. “Cometi um erro e lamento por isso. Aceito as consequências e tenho pena que os meus dias no Estugarda terminem desta forma”, referiu o jogador.

Grosskreutz chegou ao Estugarda em 2016, proveniente dos turcos do Galatasaray, mas passou as suas melhores épocas em 2011 e 2012, quando se sagrou bicampeão alemão ao serviço do Borussia de Dortmund.