O avançado do Manchester United Zlatan Ibrahimovic e o defesa do Bournemouth Tyrone Mings foram, esta segunda-feira, acusados pela federação inglesa de futebol (FA) de conduta violenta, depois dos incidentes durante o jogo de sábado.

Em Old Trafford, e perto do intervalo da partida que viria a terminar 1-1, Mings terá calcado deliberadamente o sueco, que viria a acertar com o cotovelo na cabeça do inglês pouco depois.

A FA considera que ambos deviam ter sido expulsos pelo árbitro da partida, Kevin Friend, e acusou os dois jogadores de conduta violenta, o que significa que os atletas podem falhar pelo menos três jogos.

“Ambos foram acusados de alegada conduta violenta depois do jogo, tendo estado envolvidos em dois incidentes separados perto do 44.º minuto que não foram vistos pelos árbitros, mas captados em vídeo“, detalhou a FA, em comunicado, que revelou ainda que três jogos de suspensão, a medida normalmente aplicada a estes casos, é “claramente insuficiente” no caso de Mings.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O defesa inglês, de 23 anos, e o avançado sueco, de 35, têm até terça-feira para responder perante a federação. Ambos os jogadores negaram ter tido intenção de magoar o adversário no rescaldo da partida.

Ibrahimovic está, assim, em risco de ‘desfalcar’ a equipa de José Mourinho para o jogo dos quartos de final da Taça de Inglaterra em casa do Chelsea.