Espetáculos de 15 companhias teatrais portuguesas e estrangeiras marcam o 4.º Festival Internacional de Teatro do Alentejo (FITA), que vai alargar-se a oito concelhos da região e decorrer entre sexta-feira e dia 25 deste mês. O FITA, que é “o maior festival de teatro em Portugal em termos de território abrangido e número de estruturas e parcerias envolvidas e espetadores”, “continua a crescer” e este ano vai abranger oito concelhos, mais um do que na edição do ano passado, disse hoje à agência Lusa o diretor artístico da iniciativa, António Revez.

O festival, organizado pela Companhia de Teatro Lendias d’Encantar, de Beja, vai chegar este ano aos concelhos de Campo Maior, Serpa e Aljustrel e continuar a “marcar presença” nos de Beja, Elvas, Portalegre, Grândola e Santiago do Cacém, por onde passou na 3.ª edição em 2016, precisou.

A “marca distintiva” do FITA, “assumida desde a primeira edição”, em 2014, é “oferecer uma programação de teatro de elevada qualidade e descentralizada” pelo Alentejo, afirmou António Revez.

Desta forma, explicou, a Lendias d’Encantar quer contribuir para a criação e o desenvolvimento de públicos para o teatro e de um polo de atracão turística no Alentejo.

Para a 4.ª edição do FITA, a organização recebeu 150 candidaturas, “mais do dobro” do que tinha recebido para a edição anterior, disse António Revez, frisando que “a adesão de companhias portuguesas e estrangeiras surpreendeu” e é “um indicador de que o festival já é um evento de referência e está a afirmar-se nos panoramas nacional e internacional”.

O 4.º FITA, que não vai abranger o concelho de Évora, por onde passou nas três primeiras edições, vai contar com a participação de 15 companhias de teatro, mais uma do que na edição anterior.

Trata-se de oito companhias portuguesas e sete estrangeiras, sendo que cada uma irá participar com um espetáculo e alguns vão ser apresentados em mais de uma sessão.

Entre sexta-feira e dia 25 deste mês, o FITA vai oferecer um total de 30 sessões de teatro, sendo que o concelho de Beja irá receber dez, os de Aljustrel, Campo Maior, Portalegre, Santiago do Cacém e Serpa três cada e os de Elvas e Grândola duas cada.

Culturproject, Paulo Lage e Companhia JGM (Lisboa), Um Coletivo (Elvas), Teatro Experimental do Porto, ASTA (Covilhã), AL Teatro (Silves) e Varazim Teatro (Póvoa de Varzim) são as companhias de teatro portuguesas que vão apresentar espetáculos no FITA deste ano. As companhias estrangeiras são o Grupo Las Damas (Argentina), Companhia Teatro da Cidade (Brasil), Teatro D’ Dos (Cuba), Teatro de la Vuelta (Equador), Proyecto43-2 (Espanha), Teatro Tierra (Colômbia) e Klemente Tsamba (Moçambique).