Parece que a ‘noite dos horrores’ franceses não terminou com o apito final em Camp Nou. E que o diga Thiago Motta. O médio italiano do Paris Saint Germain viveu verdadeiros momentos de tensão quando saía de carro do aeroporto Le Bourget. Perante a situação acabou por mandar um adepto… para o hospital.

Os 6-1 imortalizados em Barcelona, esta quarta-feira à noite para a liga dos Campeões, serão sempre inesquecíveis. Seja pela “remontada” histórica do Barcelona, seja pelo PSG ter estado na frente da eliminatória com quatro golos e ter caído aos pés dos espanhóis, ou pelo motivo de o jogo ser simplesmente histórico para o futebol no geral. No entanto, se para uns foi inesquecível de levar às lágrimas de alegria, houve outros que jamais esquecerão esta noite… pelas piores razões.

Cerca de 30 adeptos franceses fizeram questão de esperar pela chegada da comitiva do PSG a Paris . À saída, os jogadores viveram verdadeiros momentos de tensão e que o diga Thiago Motta. O carro do médio de 34 anos foi cercado por cerca de uma dezena de adeptos que quiseram tirar satisfações do sucedido em Barcelona. Perante a impotência da polícia presente o incidente aconteceu: ao tentar desembaraçar-se da pequena multidão, Motta acabou por acelerar o carro e deu um toque num adepto. As imagens do sucedido foram filmadas pela estação de rádio francesa RMC Sport. De acordo com a mesma rádio, o adepto atingido pelo carro recebeu assistência médica no local mas terá ido, por precaução, ao hospital. Sabe-se também que o adepto sofreu ferimentos ligeiros e já formalizou queixa contra o jogador.

Confira aqui o momento: