Não foi só o mundo do futebol que sofreu um ‘abanão’ quando esta quarta-feira à noite, ao minuto 94, Sergi Roberto marcou o sexto golo da partida a contar para a Liga dos Campeões, que deu o acesso aos quartos-de-final da prova e carimbou uma histórica ‘remontada’ do Barcelona. Houve um outro abalo com origem no próprio jogo: a terra abanou, literalmente, quando Camp Nou festejou os golos da equipa catalã.

De acordo com Instituto de Ciências da Terra Jaume Almera, os medidores de intensidade sísmica registaram pequenos abalos a cada festejo dos golos. De acordo com o jornal desportivo espanhol Marca, a intensidade como foram celebrados os golos do Barcelona foi tal, que a terra também acusou o ‘turbilhão’ que se vivia em Camp Nou.

Olé! Barça goleia (6-1) PSG e “vinga” os 4-0 de Paris

À publicação espanhola, o investigador do instituto, Jordi Diaz, explicou que foram sentidos pequenos sismos, na ordem de magnitude 1 na escala de Richter, que não são detetados pelo ser humano pela sua fraca intensidade. O investigador conta também que a intensidade foi aumentando à medida que o Barcelona dilatava o marcador. Principalmente os segundo e terceiro golos “apresentaram uma amplitude ligeiramente maior”. No entanto e como seria de esperar o sexto golo foi o que provocou o maior abalo… em todos os sentidos.

O instituto divulgou uma das imagens que comprovam um pico anormal de intensidade sísmica aquando dos golos do Barcelona