Um homem foi detetado pelos serviços secretos no interior do recinto da Casa Branca, por volta da meia noite de sexta-feira, junto à porta da residência de Donald Trump. O homem estaria com uma mochila às costas, num incidente que deixou a Casa Branca em alerta laranja, conta a CNN.

O incidente ocorreu quando o atual Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, se encontrava dentro da residência. O suspeito tinha uma carta de condução da Califórnia e, segundo os Serviços Secretos, estaria ali apenas para visitar o presidente. “Não, eu sou amigo do Presidente. Tenho uma marcação”, disse o homem quando abordado por um agente, segundo um relatório divulgado este sábado pelo Departamento Policial de Washington.

Quando interrogado sobre como chegou até ao local, o suspeito terá dito que saltou a vedação. Através do relatório policial a que a CNN teve acesso, é possível saber que, através das câmaras de vigilância, foi possível ver o suspeito a saltar a vedação para entrar no recinto da Casa Branca, pelo lado noroeste do edifício do Tesouro, que se situa ao lado da Casa Branca.

A mochila que o suspeito carregava foi analisada com raio-x antes da brigada de bombas a retirar do recinto. O Presidente terá sido avisado do incidente na própria noite e a mochila não continha nenhum material perigoso.

Os Serviços Secretos já garantiram que não existe motivos para preocupações após uma análise cuidada a todo o recinto em redor da Casa Branca.