O treinador do Sheffield Wednesday, o português Carlos Carvalhal, foi esta segunda-feira acusado pela Federação Inglesa de Futebol (FA) por comportamento impróprio durante o jogo de sábado passado, frente ao Aston Villa, da 37.ª jornada da “Championship” (segundo escalão).

O órgão disciplinar da FA alega que ao minuto 48 o comportamento do treinador português se enquadrou na figura de conduta imprópria, que viola os regulamentos disciplinares do organismo.

A reação de Carlos Carvalhal, que sustenta a acusação, ocorreu após a expulsão do central francês do Sheffield Wednesday, Vicent Sasso, que viu cartão vermelho direto.

Carlos Carvalhal tem agora até às 18h de quarta-feira, dia 16 de março, para responder à acusação.

A equipa orientada por Carvalhal ocupa a sexta posição da “Championship”, com 62 pontos, um dos lugares que dá acesso aos “play-off” de promoção à Premier League.