Fernando Santos anunciou esta quinta-feira os convocados para os próximos encontros da Seleção Nacional, com a Hungria, a contar para a fase de apuramento para o Campeonato do Mundo de 2018, e com a Suécia, encontro de carácter particular. Nani, lesionado, fica de fora e é a principal ausência de Portugal nos encontros de 25 e 28 de março, no Estádio da Luz e no Estádio do Marítimo, respetivamente.

O técnico campeão europeu convocou para o duplo confronto os guarda-redes Anthony Lopes (Lyon), Marafona (Sp. Braga) e Rui Patrício (Sporting); os defesas Cédric Soares (Southampton), João Cancelo (Valencia), Nélson Semedo (Benfica), Pepe (Real Madrid), Bruno Alves (Cagliari), José Fonte (West Ham), Luís Neto (Zenit), Eliseu (Benfica) e Raphael Guerreiro (B. Dortmund); os médios Danilo (FC Porto), William Carvalho (Sporting); André Gomes (Barcelona), João Moutinho (Mónaco), Pizzi (Benfica), Renato Sanches (Bayern) e João Mário (Inter); e os avançados Gelson Martins (Sporting), Ricardo Quaresma (Besiktas), Bernardo Silva (Mónaco), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), André Silva (FC Porto) e Éder (Lille).

Em relação à anterior convocatória para o encontro da Letónia, Antunes, Adrien e Nani foram as únicas saídas (os dois últimos por lesão), regressando aos eleitos Cédric, Pepe, Eliseu e João Moutinho. Comparando com os 23 campeões europeus, não constam da lista Eduardo, Ricardo Carvalho, Vieirinha, Adrien, Nani e Rafa, o que reflete bem a estabilidade das opções de Fernando Santos.

Recorde-se que Portugal ocupa nesta altura o segundo lugar do grupo B de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2018 com nove pontos (três vitórias e uma derrota), a três da Suíça. Já a Hungria vem logo na terceira posição, com menos dois pontos do que a Seleção.

Estamos totalmente focados no jogo com a Hungria, onde só a vitória interessa. É um adversário forte, que tem os mesmos objetivos de Portugal, o que diz bem da importância deste encontro. Não espero um jogo muito diferente do jogo de França [Portugal empatou a três com os húngaros na fase de grupos do último Campeonato da Europa], espero uma Hungria que sabe sair a jogar, gosta de ter bola mas que defende bem”, comentou Fernando Santos, que deixou ainda um apelo aos portugueses para encherem o Estádio da Luz: “Vamos precisar muito do nosso público neste jogo e espero que tenhamos um estádio cheio e entusiasta”.