Um incêndio de grandes dimensões numa fábrica de reciclagem de papel em São Paio de Oleiros, em Santa Maria da Feira, está a ser combatido por cerca de 140 operacionais de várias corporações de bombeiros, revela o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro. No local estão também 45 veículos.

O incêndio, segundo o que o Observador conseguiu apurar, ainda não está circunscrito, apenas confinado ao armazém. O rescaldo vai ser demorado, com fonte do CDOS a garantir que pela frente estão horas de trabalho.

Em causa está a empresa J. Nunes e Filhos Lda., na freguesia de S. Paio de Oleiros, de onde partiu o alerta para os bombeiros, às 18h46.

Por agora, os bombeiros não podem entrar no recinto da fábrica devido às altas temperaturas, embora alguns funcionários tenham conseguido retirar, horas antes, computadores e outro material a tempo. O dono da fábrica, abordado pela Lusa, não quis prestar declarações.

Populares que acorreram às imediações da fábrica tiveram de ser afastados do local pela GNR.Uma moradora, Maria de Lurdes Brandão, disse que nunca houve na zona um incêndio destas proporções:

Tenho a idade que tenho, nunca vi nada assim ao pé da porta”.

Ainda segundo o CDOS, estão no terreno várias corporações do norte do distrito. Não há registo de vítimas, antes danos materiais ainda por avaliar.