Portugal coordena a Rede Internacional de Diálogo Intercultural, que elegeu a crise migratória e os refugiados, o combate ao terrorismo e a formação de jovens líderes como temáticas prioritárias, foi anunciado esta sexta-feira.

A rede, lançada na quarta-feira, em Lisboa, inclui organizações da sociedade civil de Portugal, Espanha, Itália, Sérvia, Macedónia, Grécia, Egito, Jordânia, Líbano e Azerbaijão e visa “fomentar o diálogo intercultural”, refere em comunicado.

A estrutura, “REACH Alliance”, definiu como agenda de trabalho para dois anos as problemáticas dos refugiados e da crise migratória, o combate à “violência extrema derivada do terrorismo” e a formação de jovens líderes. O plano de atividades engloba ciclos de conferências e sessões em universidades. A REACH Alliance é coordenada pelo português Nelson Lage, membro da direção da Fundação Aliança das Civilizações, com sede na Macedónia, entidade da qual partiu a iniciativa de criar a Rede Internacional de Diálogo Intercultural.

Portugal está representado, nomeadamente, pelo Conselho Nacional de Juventude e pela Fundação AIP (que agrega empresas). A Biblioteca de Alexandria, no Egito, é um dos parceiros internacionais.