Francisca Van Dunem reconhece que “há processos que demoram muito tempo” e dá razão aos “que se queixam da lentidão da justiça. Obviamente as pessoas têm razão”, admitiu a ministra da Justiça numa entrevista ao programa A Vida do Dinheiro, que vai para o ar amanhã, sábado, na TSF.

Uma preocupação que se estende aos casos mais mediáticos, como o processo de investigação da Operação Marquês. A ministra acredita que esse mediatismo pode levar a maioria das pessoas a fazer uma avaliação negativa da atuação da justiça, mas recusa que a demora de alguns processos “seja um retrato integral da justiça. Há casos que, efetivamente, demoram muito tempo”.

A credibilidade da justiça é, por isso, uma nota dominante na entrevista que Francisca Van Dunem dá à TSF/Dinheiro Vivo, embora defenda que há alguma diferença entre a perceção e a realidade. “Na justiça cível temos problemas sobretudo com as insolvências, mas na justiça criminal, um relatório de 2012 coloca Portugal em primeiro lugar, sabia?”.