Este era aquele típico jogo em que os adeptos, cá fora – e foram muitos os que foram a Paços de Ferreira, na melhor casa de sempre dos castores que fizeram a estreia de uma nova bancada –, arriscavam aquele palpite do “interessa é ganhar, nem que seja por meio a zero”. Há sempre aqueles fanfarrões que apontam para quarto, cinco ou 15-0, numa recordação engraçada do sketch de Ricardo Araújo Pereira, mas vendo as coisas de forma fria, o mais importante era chegar ao clássico da próxima jornada na frente do FC Porto. O que pode não acontecer. E isso, numa outra história paralela, impediu, para já, Rui Vitória de fazer história no Benfica.

Como contámos na nossa crónica, o treinador é tudo menos simpático na altura de reencontrar as anteriores equipas – em nove jogos (cinco frente ao P. Ferreira, quatro com o V. Guimarães), ganhou oito vezes e empatou esta. O que poucos se recordariam era de ver o histórico do técnico em jogos da Primeira Liga. Rui Vitória poderia ter-se tornado este sábado o treinador que menos jogos necessitou para chegar à vitória 50 na Primeira Liga, apenas 60.

Ainda assim, o técnico que curiosamente se estreou no principal escalão ao serviço do P. Ferreira pode superar outros grandes nomes dos encarnados como Jimmy Hagan, Sven-Goran Eriksson, Béla Guttmann e Jorge Jesus, treinador que mais vitórias conseguiu pelo clube na Primeira Liga – 139 em 184 partidas. E agora invertamos o raciocínio: quantos jogos venceu JJ no Sporting em 60 jogos? Apenas 43.

Mas se é verdade que o primeiro confronto entre Rui Vitória e Jorge Jesus caiu para o lado do Sporting (e bem, por 3-0), a verdade é que só existe uma equipa a quem o treinador dos encarnados nunca ganhou para a Primeira Liga: o FC Porto. Na época passada, perdeu no Dragão por 1-0 e na Luz por 2-1; esta temporada, conseguiu um empate in extremis no terreno dos azuis e brancos em período de compensação (1-1). Para superar os 62 jogos que Hagan demorou para conseguir a 50.ª vitória, o clássico de 1 de abril (20h30) será a derradeira oportunidade.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além dos dragões, apenas uma equipa conseguiu roubar pontos ao Benfica de Rui Vitória por uma vez: o V. Setúbal, que já esta época empatou na Luz a uma bola e ganhou no Bonfim por 1-0, curiosamente no encontro que antecedeu a atual série de sete triunfos consecutivos. Arouca, U. Madeira e Sporting, no ano passado, Marítimo, Boavista e P. Ferreira, este ano, foram os outros conjuntos capazes de travar os atuais campeões.