Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Tinha o número 12 gravado nas costas e um nome emblemático logo em cima: Brady. Branca, com barrras azuis e vermelhas, era assim a camisola usada por Tom Brady na final do Super Bowl durante o jogo que fez os New England Patriots defrontarem os Falcons de Atlanta. Mas essa camisola desapareceu no mesmo dia em que o ‘Comeback Kid’ voltou. Mas, passadas seis semanas e com uma história caricata por detrás, eis que ela surge de novo. No México.

A NFL anunciou esta segunda-feira que a camisola de Tom Brady tinha sido recuperada, depois de ter sido encontrada na posse de um profissional dos media internacionais, conta o The Guardian. Segundo a imprensa mexicana, citada pelo The Guardian, a Polícia Federal e o escritório do procurador-geral encontraram a camisola numa casa que pertencia a um antigo executivo da cadeia de jornais Organización Editorial Mexicana (OEM).

A empresa informou, via Twitter, que foi um executivo do jornal La Prensa (conhecido pelas suas fotos particularmente sangrentas nas primeiras páginas) que estava envolvido no caso: Martín Maurício Ortega Camberos. Segundo o comunicado, o homem tinha apresentado demissão do cargo de diretor no passado dia 14 de março, alegando “motivos de caráter pessoal”, supostamente por problemas familiares e de saúde.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A empresa confirmou que soube do envolvimento no caso do antigo responsável do jornal, alegando que “reprova energicamente” a conduta de Martín. O comunicado acrescentou ainda que o meio não teve nada a ver com o comportamento levado a cabo pelo antigo diretor, negando saber o que se havia passado até ao dia de hoje (21 de março de 2017) – e apresentou desculpas públicas pelo ato do antigo responsável.

A camisola de Brady estava avaliada em cerca de 500 mil dólares, cerca de 462,51 mil euros. Também uma outra camisola do jogador norte-americano, roubada em 2015, foi encontrada. Tom Brady já terá reagido através do seu agente, afirmando a felicidade por ter reencontrado as suas duas camisolas.