Uma explosão seguida de incêndio no depósito de armas da cidade Balakleya, na região de Kharkov, o maior do género na Ucrânia, obrigou à evacuação de 15 mil habitantes (num total de 26 mil) da cidade. Nas localidades vizinhas, outras 3.500 pessoas foram retiradas de casa por precaução pelas autoridades ucranianas. A notícia está a ser avançada pela agência de notícias russa Sputnik.

De acordo com a Proteção Civil ucraniana, “a primeira fase da evacuação terminou, estando os autocarros a regressar [a Balakleya] para levar os restantes” habitantes, acrescentando ainda que as autoridades locais estão a “verificar casa a casa” a cidade para perceber as consequências da explosão e posterior incêndio.

Um vídeo do incidente pode ser visto aqui:

https://youtu.be/wiA_c_iwCCI

Entretanto, via Facebook, um procurador do Ministério Público Militar ucraniano, Anatolii Matios, referiu-a à explosão como tendo tido origem numa “sabotagem”. “Como resultado de uma sabotagem, uma explosão ocorreu às 3h02 (menos duas horas em Portugal continental) desta quinta-feira em vários locais de armazenamento de armas de artilharia e de foguetes, o que causaria a explosão”, acrescentou.

Foi decretado um perímetro de segurança de sete quilómetros em relação ao depósito de armamento. Não há qualquer morte a registar, mas apenas alguns vidros partidos em habituações e casos ligeiros de intoxicações por inalação de fumo.