A polícia belga terá evitado um atentado na zona comercial de Antuérpia, depois de um homem que conduzia um carro matriculado em França ter passado um sinal vermelho a alta velocidade num carro onde transportava várias armas e material ilícito, avança a imprensa belga.

“Pelas 11h00 da manhã desta manhã um veículo entrou na [rua] De Meir a alta velocidade obrigando alguns transeuntes a saltar para se desviarem”, de acordo com um porta-voz da polícia de Antuérpia numa conferência de imprensa, citado pela agência Reuters.

O condutor foi detido, um homem francês de origem norte-africana — entretanto identificado pelas autoridades belgas como Mohamed R. de 39 anos –, tendo as autoridades descoberto várias armas e materiais ilícitos no carro em que viajava. A brigada de minas e armadilhas está no local a averiguar os materiais encontrados no carro. A polícia e o Exército foram destacados para reforçar a segurança na cidade. No carro estaria também um uniforme camuflado.

A ameaça surge um dia depois de quatro pessoas terem morrido durante um atentado no centro de Londres, incluindo um polícia e o atacante, e do primeiro aniversário dos atentados no metro e no Aeroporto de Bruxelas, que provocaram a morte a 35 pessoas.