Rádio Observador

Arquitetura

Arquiteto Eduardo Souto de Moura recebe Prémio Piranesi de Carreira em Roma

763

Souto de Moura vai receber na Casa da Arquitetura - Acquario Romano, em Roma, o Piranesi Prix de Rome 2017, um prémio de carreira atribuído pela Academia Adrianea de Arquitetura e Arqueologia Onlus.

Eduardo Souto de Moura é atualmente professor no Polo Territorial de Mantova do Politécnico de Milão, onde ensina cadeiras de design de arquitetura em contextos históricos e design de arquitetura

ANTONIO COTRIM/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O arquiteto Eduardo Souto de Moura vai receber esta sexta-feira na Casa da Arquitetura – Acquario Romano, em Roma, o Piranesi Prix de Rome 2017, um prémio de carreira atribuído pela Academia Adrianea de Arquitetura e Arqueologia Onlus. O galardão é atribuído pelo comité do Piranesi Prix de Rome, em colaboração com a Ordem dos Arquitetos, Paisagistas e Conservadores de Roma, e o Polo de Mantova do Politécnico de Milão. O vencedor desta edição foi anunciado em novembro do ano passado.

Contactada pela agência Lusa, fonte da Academia confirmou que Eduardo Souto de Moura irá receber o galardão às 16h locais (15h em Portugal Continental e Madeira), numa cerimónia na Casa da Arquitetura – Acquario Romano, onde fará uma intervenção sobre os momentos mais importantes da sua carreira, iniciada nos anos de 1980.

A atribuição foi feita em conjunto pelo presidente da Academia Adrianea, arquiteto Romolo Martemucci, o presidente da Ordem dos Arquitetos, Alessandro Ridolfi, o diretor do Premio Piranesi, Luca Basso Peressut, e ainda por Federico Bucci, reitor do Polo Territorial de Mantova do Politecnico de Milão, “após uma ampla discussão sobre os candidatos, iniciada em junho de 2016”, segundo a Academia.

Nascido em 1952, Eduardo Souto de Moura, vencedor do Prémio Pritzker 2011 – considerado o Prémio Nobel da arquitetura – “é um dos mais influentes e notáveis arquitetos do mundo”, salientou a Academia num comunicado, quando anunciou o vencedor.

Eduardo Souto de Moura é atualmente professor no Polo Territorial de Mantova do Politécnico de Milão, onde ensina cadeiras de design de arquitetura em contextos históricos e design de arquitetura. Assinou, entre outros projetos, o Estádio Municipal de Braga, a Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais, e o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, em Bragança.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)