Contrabandista, piloto da Millennium Falcon, amigo de um wookiee chamado Chewbacca, ex-marido da Princesa Leia Organa — Han Solo é, sem dúvida, uma das personagens mais carismáticas da “Guerra das Estrelas”. Só que, ao que parece, Han Solo nem sempre se terá chamado Han Solo.

Bob Iger, diretor-executivo da Disney, revelou durante uma palestra na University of Southern California que o spin-off da saga “Guerra das Estrelas”, dedicado à história do contrabandista, irá explicar a origem do nome da personagem, sugerindo que Han Solo nem sempre foi Han Solo. De acordo com o Deadline, Iger deu ainda a entender que o filme, que acompanha a personagem desde os 18 até aos 24 anos, irá mostrar o primeiro encontro de Solo com Chewbacca.

“Existem algumas coisas importantes que acontecem na vida do Han Solo, como comprar um certo veículo ou conhecer um determinado wookiee, que vão aparecer o filme”, afirmou o diretor-executivo da Disney, citado pelo Deadline. “Mas também vamos descobrir como é que ele recebeu o seu nome.”

O spin-off, ainda sem título, está a ser realizado por Phil Lord e Christopher Miller (realizador de “O Filme Lego”, de 2014). No final de janeiro, Miller partilhou no Twitter uma imagem da rodagem da primeira cena do filme, que chegará aos cinemas só em 2018. O elenco inclui atores como Woody Harrelson, Donald Glover, Thandie Newton e Emilia Clarke, conhecida pelo papel de Daenerys Targaryen na série “Guerra dos Tronos”. Solo será interpretado por Alden Ehrenreich, que participou no filme dos irmãos Coen “Ave, César!”.

Enquanto isso o filme de Solo não chega aos cinemas, o Episódio VIII, “Star Wars: The Last Jedi” (em português, “Guerra das Estrelas: O Último Jedi”) já tem data de lançamento marcada. O filme, uma das três sequelas que a Disney está a realizar, vai estrear em dezembro deste ano.

Foi o último em que participou Carrie Fisher. A atriz morreu em dezembro de 2016 na sequência de um ataque cardíaco.