Em outubro de 2015 o Observador decidiu contar, através de uma animação em formato de vídeo, uma das histórias mais famosas do Halloween, que explica a origem das lanternas feitas de abóboras esculpidas. Esse vídeo de animação mereceu, esta noite, uma distinção na MONSTRA — Festival de Cinema de Animação de Lisboa.

“A lenda irlandesa de Stingy Jack ou Jack-o’-lantern” — com guião/animação de Andreia Reisinho Costa, texto da jornalista Rita Cipriano e locução do jornalista Pedro Esteves — venceu o prémio de “Melhor Curtíssima Portuguesa”.

A cerimónia de encerramento da 16ª edição da MONSTRA teve lugar, esta noite, no Cinema São Jorge.