Bruxelas admite que Estado fique com 25% do NB

Comissária europeia da Concorrência admite a possibilidade de o Estado português manter 25% do Novo Banco, mas apontou que então deverá assumir outros compromissos, escusando-se a especificar quais.

Por Agência Lusa