Desconhecidos roubaram a maior moeda de ouro do mundo do Museu Bode, em Berlim, esta segunda-feira de madrugada, pelas 03h30 locais (02h30 de Lisboa), anunciou a polícia alemã.

O alerta foi dado, noticia a Efe, ao ter sido encontrada uma escada de mão no exterior do edifício, junto a uma linha férrea próxima, o que levou a encerrar a circulação ferroviária em três linhas durante duas horas.

A peça foi produzida em 2007 pela Real Casa da Moeda do Canadá, numa série limitada, é de ouro puro (99,99%), pesa 100 quilogramas e tem o valor nominal de um milhão de dólares (926.000 euros).

Numa das faces da moeda está representado o perfil da rainha Isabel II, de Inglaterra, chefe de Estado do Canadá, e na outra, uma folha de plátano, símbolo nacional canadiano.

Esta peça foi incluída no livro do Guiness em 2008 como a maior moeda de ouro do mundo.

O museu tem uma das maiores coleções de numismática do mundo, sendo a mais antiga moeda datada do século VII antes de Cristo, proveniente da Anatólia, na Ásia Menor, região maioritariamente no atual território turco.

A polícia tenta perceber como os ladrões conseguiram entrar no Bode, na capital federal alemã, a menos de cem metros da residência particular da chancelar alemã, Angela Merkel.