Uma cadeia hoteleira sueca, a Countryside Hotels, está a promover uma ideia que pretende fazer com que as pessoas entendam a importância de se investir numa relação. A proposta da empresa é a oferta de um reembolso aos clientes que se divorciem após um ano da sua visita a um dos seus hotéis. A informação foi dada pela própria empresa no passado domingo, conta a France 24.

Anna Madsen, porta-voz do grupo de hotéis de luxo, disse em entrevista que esta ideia radical tem o intuito de fazer com que “as pessoas entendam o grau de importância de se investir no relacionamento antes que seja tarde demais”. Se, efetivamente, o casal optar pelo divórcio após 12 meses, tem apenas que fornecer as provas necessárias para o feito e, assim, ser reembolsado até duas noites.

A oferta estende-se a todos os casais “legalmente casados ​​e hospedados no mesmo quarto”, afirmou ainda a porta-voz. Segundo a imprensa local, esta é a forma que o grupo encontrou para encorajar os casais a passarem mais tempo juntos e a trabalharem para que a relação funcione. Assim, a cadeia garante uma espécie de ‘pequenas férias’ nos seus hotéis e, se as coisas não resultarem, os clientes são reembolsados.

Petra Fagrell Jansson, que dirige um dos hotéis do grupo, afirmou que não está preocupada com o facto desta iniciativa se tornar numa oferta cara, até porque uma viagem pode precisamente ser o necessário para que o casal resolva os seus problemas conjugais.

Mas existem algumas regras para que o reembolso seja possível. Primeiro, tem que se provar que o casal já foi casado. Segundo, tem que se provar que ainda o era enquanto esteve hospedado num dos hotéis e, em seguida, tem que mostrar provas judiciais que comprovem que, efetivamente, o casal se divorciou até um ano após a sua estadia.