Desde janeiro último, 105 pessoas foram diagnosticadas com Hepatite A só na região da Grande Lisboa, avança a SIC. O valor apresentado é superior aos casos reportados nos últimos 40 anos, em todo o país, uma vez que o número de infetados não costuma ultrapassar os dois casos por ano.

O surto, que terá começado em Amesterdão, na Holanda, está a espalhar-se pela Europa. A SIC dá conta de centenas de casos em 13 países do velho continente. A maioria dos diagnósticos aconteceu na comunidade gay, mas também há casos — menos — associados a heterossexuais.

Francisco George, diretor-geral da Saúde, explicou ao canal de televisão que a propagação da doença tem que ver sobretudo com estilos de vida, mas também com práticas sexuais. As autoridades europeias aconselham a vacinação à comunidade gay.

A transmissão da Hepatite A é por via fecal-oral — é curável, embora seja perigosa para quem tenha doenças do sistema imunitário. De referir ainda que, a partir de 1980, assistiu-se a uma redução significativa da doença.