Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Portugal e México são os dois países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) em que a Matemática ocupa mais tempo de aulas do 1º e 2º ciclos do que a média da organização. Em Portugal, a Matemática ocupa 27% do tempo de ensino, tanto como a Literatura, Escrita e Leitura. Estes são alguns dados presentes num novo estudo do Conselho Nacional da Educação sobre a organização escolar, segundo avança o jornal Público.

Nos outros países da OCDE, a aposta mais forte é feita na área da Leitura, Escrita e Literatura que, em Portugal, acabam por ocupar tanto tempo de aulas como a Matemática no ensino das crianças entre os seis e os 12 anos. Já no 3º ciclo o valor desce mas continua equilibrado entre Letras e Matemática, com 13% do tempo de aulas a ser ocupado por cada uma das áreas de estudo.

Em média a OCDE estipula que a área de Leitura, Escrita e Literatura ocupe, nos primeiros ciclos, cerca de 22% do tempo de aulas e, a Matemática, apenas 15%. No total, quatro áreas do ensino obrigatório no 1º e 2º ciclo (Leitura, Escrita e Literatura; Matemática; Artes e Ciências Naturais) ocupam cerca de 70% do tempo total de aulas.

Na OCDE, estas quatro áreas, ocupam em média não mais que um valor total de 53% do tempo passado em aulas, valor este que acaba por descer para os 51% na União Europeia nos países analisados.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR