O Crédito Agrícola registou um resultado líquido de 59,7 milhões de euros em 2016, uma subida de 10% face ao lucro de 54,1 milhões de euros em 2015, informou esta quinta-feira o banco cooperativo.

Licínio Pina, presidente do Crédito Agrícola, salientou a “capacidade e disponibilidade” demonstradas pela instituição para dar resposta às necessidades dos seus clientes num “contexto de incerteza que paira sobre alguns dos principais bancos” que operam em Portugal. No negócio bancário, o lucro ascendeu a 72,1 milhões de euros no ano passado, mais 28% do que em 2015.