As botas de todos estão alinhadas à porta. De repente a família cresceu e a casa parece pequena. Não é difícil perceber que cada filho já reclama pelo seu próprio quarto e que os pais sonham com um escritório ou com uma sala onde a televisão não impere. Mas não basta querer. Na hora de mudar de casa, o pensamento das famílias portuguesas é assaltado por inquietações sobre o Crédito a Habitação. Agora, com o Santander Totta como parceiro, as dúvidas serão outras e bem mais simples: um T0 ou uma moradia?

Quem está a comprar?

Em Portugal, são os chefes de família entre os 40 e 55 anos que procuram imóveis T3 nos locais onde já residem ou têm apoio familiar. Gostam de casas com boas áreas, sobretudo na sala e na cozinha e, no caso das principais áreas metropolitanas, a procura é, sobretudo, orientada para imóveis com valores inferiores aos 150 mil euros. Nos mercados mais rurais concentra-se, geralmente, em imóveis abaixo dos 100 mil euros. Existe atualmente uma pequena franja de procura internacional que pretende adquirir imóveis até 200 mil euros.

Refletindo o aumento da procura, os preços dos imóveis têm vindo a subir de forma quase ininterrupta há 18 meses. No final de 2016, o preço das casas em Portugal terminou a subir, registando-se uma valorização homóloga de 5,6% em dezembro, uma subida de 19% quando comparado com o ano anterior. Os dados foram revelados muito recentemente pelo Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliária, que aponta ainda um aumento de cerca de 4% no preço das casas nos próximos 12 meses, numa dinâmica visível onde a procura continua a superar a entrada de casas em oferta.

O spread mais baixo do mercado

A nova campanha de Crédito Habitação do banco acompanha, caso a caso, as famílias portuguesas nesta nova etapa. À medida de cada um, seja qual for a finalidade, o Santander Totta estuda a melhor opção e, de forma simples, apresenta a solução de crédito que melhor se adapta ao perfil e às necessidades do dia-a-dia de cada cliente. Dispõem de taxas de juro competitivas, prazos alargados e montantes elevados. Já está com vontade de mudar de casa?

Outra das novidades que vão fazer sorrir os já clientes Santander Totta é saber que quem é “Select” vai poder ainda beneficiar do spread mais baixo do mercado: 1,15%. Por isto e muito mais, o nome da campanha acerta: “Quem quer casa, vem ao Totta”. Um exemplo: tem 40 anos e quer comprar uma casa avaliada em 180 mil euros? Se tiver 50 mil euros de recursos financeiros no banco, pode pedir 150 mil euros de financiamento a 30 anos, ficando com uma prestação mensal de 485,50 euros.

A campanha para os novos contratos de crédito à habitação apresenta spreads a partir de 1,25%, em financiamentos superiores a 150 mil euros. O novo produto, que já está disponível aos balcões, apresenta uma oferta muito competitiva em vários segmentos, nomeadamente nas manchas de maior procura de crédito do mercado português. “Recuperámos a história da marca Totta, porque sabemos que essa proximidade com os clientes do Banco tem um valor inestimável”, afirmou José Leite Maia, administrador do Banco Santander Totta.

No crédito à habitação, a quota do Santander Totta tem vindo a registar uma tendência de crescimento e a confiança dos clientes é notória: praticamente um em cada cinco novos empréstimos é originado neste banco. Entre 2008 e 2016, foram concedidos por esta entidade bancária 7.100 milhões de euros em crédito à habitação. Aliás a postura do banco segue a tendência do mercado, numa altura em que a mediação imobiliária está num momento de franco crescimento.

Opções disponíveis: variadas e à medida de cada um

Mostrar Esconder

Com o mercado doméstico a dar sinais de franca recuperação, em relação a anos anteriores, à boleia de maior concessão de crédito por parte dos bancos, da descida dos spreads e da queda da Euribor para novos mínimos históricos, o Santander Totta apresenta um leque de opções muito atrativas.

Crédito Habitação 1 2 3 – taxas e spreads mais competitivos; tem vantagens para os clientes Santanter do Mundo 1 2 3. Este crédito dá acesso a uma taxa de juro promocional de 1,23%, nos primeiros 6 meses.

Crédito Habitação Taxa Variável – para habitação própria permanente; spread mais baixo do mercado: 1,15%; as prestações refletem as oscilações da Euribor a 12 meses.

Crédito Habitação Super Tranquilo – ideal para adquirir uma habitação própria, com taxa fixa nos primeiros 5 anos.

Solução Nova Casa ou Solução Nova Casa Select – para quem quer trocar a casa antiga por uma nova e tem um crédito habitação Santander Totta: troca de casa, mas não troca as condições competitivas do seu crédito.

 

O aumento significativo do número de operações de crédito a habitação, conjugado com o baixo retorno dos produtos financeiros e também com uma certa desconfiança generalizada do mercado financeiro, estão a atrair todos os dias novos compradores e investidores no setor imobiliário. Segundo a APEMIP – Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal, as taxas de juro estão, atualmente, historicamente baixas e a maior concessão de crédito à habitação está de novo a impulsionar a compra de casa pelos portugueses, prevendo para este ano um aumento em cerca de 30% em vendas de casa.

Apesar de já ter uma quota de produção de crédito à habitação de 20,1% (dados do Banco de Portugal relativos a janeiro de 2017), o Santander Totta quer agora reforçar a aposta nesta área com este novo produto que vai, com certeza, entrar em casa das famílias portuguesas, porque quem quer casa…vai ao Totta.