José Rodrigues, o árbitro agredido por Marco Gonçalves no encontro deste domingo entre Rio Tinto e Canelas, falou pela primeira vez sobre o incidente. Em declarações ao site da Federação Portuguesa de Futebol, o juiz fez questão de agradecer todas as mensagens de apoio que tem recebido, ao mesmo tempo que garantiu estar pronto para voltar o ativo mal tenha autorização médica para tal.

“A ajuda imediata dos meus colegas, das forças de segurança e até dos adeptos, e, depois, o acompanhamento permanente do Conselho de Arbitragem da Federação, da Associação de Futebol do Porto e da APAF ajudaram a tranquilizar-me”, comentou ao site da FPF, prosseguindo:

Nesta altura só penso em recuperar bem. Assim que tiver autorização médica vou voltar a apitar. É a atividade que mais gosto e não será o que se passou no fim de semana que me vai afastar da arbitragem”.

José Rodrigues admitiu também que nunca tinha vivido uma situação deste género desde que é árbitro. “Sou árbitro de competições nacionais e distritais há muitos anos mas sei que este episódio não representa a realidade que vivo todos os dias nos campos. Nunca me tinha acontecido nada parecido sequer”, assumiu.