A PSP abriu um processo disciplinar ao agente que foi filmado a dar pontapés a um adepto antes do clássico Benfica-FC Porto no sábado, segundo um comunicado divulgado pela PSP.

No dia do jogo referido, ainda antes do início do mesmo, após o visionamento das imagens da ocorrência em questão, passadas exaustivamente por diversos órgãos de comunicação social, foi imediatamente determinada a instauração de processo disciplinar para apurar todas as circunstâncias da ocorrência. Nos termos do Regulamento Disciplinar da PSP, o referido processo disciplinar corre os seus trâmites na Unidade Especial de Polícia (UEP), informou a PSP.

No seguimento do comunicado, a PSP afirma que “pelas 19h52, aquando da detenção de um dos cidadãos, nas imediações do estádio da Luz e antes do início do jogo, aparentemente um dos polícias usou a força pública de forma que poderá constituir infração disciplinar, por contrariar as normas sobre os limites ao uso de meios coercivos em vigor na PSP”, refere em comunicado a Direção Nacional da PSP.

Nos termos do Regulamento Disciplinar da PSP, o processo disciplinar corre os seus trâmites na Unidade Especial de Polícia (UEP). “Apesar do episódio referido, a PSP salienta o desempenho de todos os seus polícias envolvidos nesta operação de segurança, nomeadamente os da UEP, que permitiram que um policiamento complexo a um jogo de futebol de risco elevado, tivesse decorrido dentro da normalidade possível e sem a ocorrência de lesões graves para qualquer dos intervenientes”, refere a mesma nota.

O homem foi perseguido pelo agente da PSP e agredido com pontapés antes de ser detido, numa altura em que já estava no chão. Um grupo de adeptos estaria a tentar aceder a uma zona proibida, motivo que levou as autoridades a usarem a força.

Benfica – FC Porto. As imagens da agressão policial no Estádio da Luz

A Polícia de Segurança Pública (PSP) fez no sábado um balanço final de onze detenções considerando que estes adeptos tiveram comportamentos que consubstanciaram práticas ilegais ou crimes.