Barry Manilow, cantor e compositor norte-americano, assumiu a sua homossexualidade numa entrevista exclusiva à revista People e falou, pela primeira vez da relação que mantém com o seu agente, desde 1978.

Manilow admite que nunca assumiu que era gay por receio de desiludir os seus fãs. “Pensei que iria dececioná-los se eles soubessem que eu era gay. Então nunca disse nada. Quando descobriram que o Garry e eu estávamos juntos, eles ficaram muito felizes. A reação foi tão bonita: estranhos a comentar “Que bom!” Estou tão grato por isso”, conta Barry Manilow na entrevista. O agradecimento foi feito também na sua página do Twitter.

Barry Manilow foi casado com Susan Deixler, a sua namorada dos tempos de escola durante dois anos, entre 1964 e 1966. O cantor admite que o casamento chegou ao fim não por causa da sua homossexualidade mas devido à sua carreira. “Trabalhava a noite toda e era muito jovem. Não estava pronto para assentar”, revela Manilow.

Os rumores do casamento entre o cantor e o agente surgiram em 2015 mas o casal nunca fez comentários sobre o assunto. Agora sabe-se que Manilow se casou com Garry Kief na sua casa em Palm Springs, em 2014.