A filha de Martin Luther King também reagiu ao já polémico anuncio da Pepsi. Via Twitter, Bernice A. King, publicou uma fotografia do pai e afirmou: “Se ao menos o pai soubesse dos poderes da #Pepsi”. O anúncio só foi para o ar no início da semana, mas as reações, na sua maioria críticas em relação à campanha da marca de refrigerante, não tardaram a surgir em modo ‘avalanche’ nas redes sociais. Isto por a marca ter usado como inspiração as recentes manifestações em várias cidades norte-americanas da violência policial contra cidadãos negros.

A filha de Martin Luther King foi uma das vozes contra o anúncio, que tem como protagonista a modelo Kendall Jenner. Através da rede social Twitter, a filha do ativista publicou uma resposta, que muitos já consideram ser perfeita:

Mais tarde, num texto de opinião publicado no jornal Huffington Post, Bernice abordou novamente o assunto acusando o anúncio da Pepsi de fantasiar com um tema tão sério como a força policial sobre as pessoas negras. Considera-o “problemático em imagens e conteúdo, principalmente porque contribuiu para uma noção de que existe um conto de fadas” afirmou a filha de Luther King, salientando ainda que o anúncio da Pepsi parecia querer aliviar questões problemáticas que existem entre os americanos há centenas de anos.

A isto Luther King chamaria de “falsa paz”, afirma Bernice, especialmente pela escolha de Kendall Jenner como protagonista: uma mulher branca, que contrasta com a imagem de Ieshia Evans, negra, que em julho passado se colocou à frente de uma “manifestação contra a brutalidade policial em Baton Rouge”.