De um lado da estrada, os videojogos. Do outro, os jogos de tabuleiro e os jogos tradicionais. Com a edição da LisboaCon 2017 e o Oeiras Gaming Experience a decorrerem ao mesmo tempo, o plano de lazer deste fim de semana pode e deve passar pela diversão com jogos em família.

O Oeiras Gaming Experience by Nostalgica decorre desde o dia 1 de abril até dia 16 de abril no Centro Comercial Oeiras Parque. Organizado pelo Museu de Videojogos Nostalgica, o primeiro museu do género em Portugal, tem como missão mostrar mais de quarenta anos de história dos videojogos, através de estações de teste de consolas que vão desde a “nossa” TV Brinca até à recém-lançada Nintendo Switch, numa celebração pública dos videojogos.

São 50 consolas disponíveis para jogar das 11 às 19h todos os dias, com acesso gratuito, a promover e a demonstrar a evolução que o mercado, a tecnologia e o game design tiveram ao longo das décadas e, também, a trazer o Museu para a rua, apresentando-o e demonstrando o trabalho que Mário Tavares, o seu diretor e curador, tem tido na preservação da memória dos videojogos no museu localizado na Fundação Marquês de Pombal.

Aproveitando a viagem a Oeiras e o fim de semana que se antecipa ensolarado, basta atravessar a estrada para encontrar a AERLIS, onde irá decorrer mais uma edição do LisboaCon 2017 – 8º Encontro Nacional de Jogos de Tabuleiro, o maior evento de board games e jogos tradicionais do qual falámos mais em detalhe aqui no passado.

Também com entrada gratuita, nos dias 8 e 9 de abril podem ali conhecer muitos dos jogos de tabuleiro que têm feito furor na atualidade (e não só), com possibilidades de diversão para todos os gostos e para todas as idades. Continuando a missão do evento de demonstrar o quão lúdica, social e educativa pode ser a atividade dos jogos de tabuleiro e demais jogos “de mesa”.

Numa feliz coincidência, temos a oportunidade de ter, em simultâneo e separados apenas por alguns metros, duas celebrações do ato de “jogar”, em que a tecnologia, a imaginação e os elementos mais tradicionais demonstram que o intuito dos jogos, sejam videojogos, jogos de tabuleiro ou RPGs, é sempre o mesmo: a diversão.

Ricardo Correia, Rubber Chicken